Our Recent Posts

Archive

Tags

TEMPO... ESSE É UM DOS INGREDIENTES DE MATURAÇÃO PARA SEU NOVO PROJETO

“Ando devagar porque já tive pressa E levo esse sorriso Porque já chorei demais” (*)

Como não falar do tempo, se é ele o grande vilão, a grande questão e a grande preocupação em quem escolhe viver a vida sem crachá?!

É o tempo para tomar a decisão, o tempo da transição, o tempo de colocar o projeto no mundo, o tempo de estruturar seu negócio, o tempo de conquistar os primeiros clientes ou o grande tempo do seu projeto se tornar próspero. Antes eu chamava isso de tempo, mas agora eu simplesmente nomeio como processo.

  • Por que eu trago a questão do tempo aqui?

  • O que me conectou (e ainda me conecta) com esse ingrediente?

Porque eu já tive muita pressa! E porque ainda encontro muita gente correndo atrás do tempo e de fazer a coisa acontecer de forma rápida!

“Hoje me sinto mais forte Mais feliz, quem sabe Só levo a certeza De que muito pouco sei Ou nada sei” (*)

Construir um novo caminho (coerente com o que você acredita) ou construir seu “próprio crachá” pode ser considerado como uma continuidade profissional (do que você já fazia ou tem em seu repertório), só que em um modelo de trabalho diferente. Independente do formato, será uma construção do zero, algo totalmente inovador para você.

  • Logo, se é algo novo, de onde tiramos que um negócio já começa com agenda cheia e fila de espera?

  • O que imaginamos ser esse “colocar o barco da água”?

  • Como se preparar para esperar este tempo de maturação do seu projeto?

Sinto informar, mas não tem fórmula a ser seguida! Cada um tem sua realidade e ritmo nesse processo. Mas, se vale uma sugestão, tem algo que não canso de falar quando a pauta é vida sem crachá: você precisa se preparar emocional e financeiramente para seu projeto e ‘empreitada’... e também trabalhar os músculos para colocar muita ação e entrega, todos os dias.

Estaria mais uma vez colocando na balança a relação tempo x dinheiro? Infelizmente não vejo muita saída, se a nossa “pressa” gira em torno desses dois contextos e critérios.

Se você tem uma reserva financeira, você também tem tempo para “canelar” com seu projeto, estudar, apresentar para as pessoas... e esperar o negócio girar – o tal tempo de maturação do seu projeto.

Agora, se você tem urgência e o extinto de sobrevivência pulsando na sua vida, a questão tempo tem outro peso no seu processo, e talvez seja necessário repensar o projeto em questão.

“Como um velho boiadeiro Levando a boiada Eu vou tocando os dias Pela longa estrada, eu vou Estrada eu sou” (*)

Qualquer livro ou biografia de negócios, sejam eles micro ou grandes empreendedores, com pequenas ou grandes realizações, a palavra tempo não só é muito mencionada, como é também respeitada. O sucesso não é da noite para o dia. É preciso acreditar, trabalhar, esperar, persistir, alterar a rota, corrigir os erros, encarar os aprendizados... ter a famosa resiliência.

E para você, como tem sido a sua relação com o tempo?

(*) Trechos da música ‘Tocando em frente’ do Almir Sater. Escolhi essa música como trilha sonora da minha vida já faz um tempo, e ela só vai se encaixando em fases e contextos da minha vida.

 

São Paulo - SP

  • LinkedIn
  • Instagram

©2018 by humanitics. Proudly created with Wix.com